Os nossos amigos brasileiros Arturo e Michele, a viver em Lisboa, mas viajando regularmente entre Portugal e o Brasil, amantes de ciclismo e da beleza natural do nosso país, passando pelo prazer da fotografia, área em que nos conhecemos, presentearam-nos com Café de Especialidade em grão, de Caparaó, Minas Gerais. Infelizmente não conseguimos encontrar informação detalhada sobre a fazenda, mas podemos ler no rótulo que se trata de agricultura familiar, que é sempre importante.

Cultivado a 1200 metros de altitude, processado em modo Natural, a variedade Catuaí revelou-se em modo de filtro com bom corpo e acidez equilibrada, com algo de caramelo que deu uma bebida muito agradável e suave. Muito obrigado aos dois.

A Catauí nasceu no Brasil da fusão entre Caturra e Mundo Novo, pela mão do Instituto Agronómico de Campinas, nos anos 50, unindo as características frágeis da Caturra com a força da Mundo Novo, estando disponíveis variedades vermelha e amarela.

Considerada uma das melhores regiões no Brasil para a produção de Café de Especialidade, a Serra do Caparaó tem na sua altitude um dos principais factores para potencializar a qualidade do seu grão verde. Além disto, uma incrível estrutura montanhosa cria microclimas excepcionais em toda a região, fornecendo uma enorme diversidade de sabores e aromas, permitindo notas sensoriais muito distintas mas, ao mesmo tempo, com uma doçura, corpo e acidez muito próprias.
Vai deixar boas recordações!