Café sin MENTIRAS

Processamento: Lavado
Produtor: Finca Santa Helena
Região: Honduras
Variedade: Catuaí, Lempira, Icatú
Altitude: 1710
Preço: 9€/250gr.

Aroma: frutado
Acidez: média
Final: longo
Classificação: 17/20

Mais uma vez temos entre nós o Café seleccionado e produzido pela nossa amiga Liza Maksímova, cuja história já contámos em artigo anterior, a propósito do seu Etiópia, que tanto nos entusiasmou.

Este, das Honduras, não se lhe fica muito atrás. Baseado em Catuai (variedade híbrida entre Caturra e Mundo Novo), Lempíra, muito divulgada no País, e Icatú, vastamemte plantada no Brasil, surge, em modo filtro, complexo e encorpado, onde as frutas se prolongam durante um final longo e doce. Gostámos muito.

Apesar de pouco se saber sobre a introdução do Café no País, Honduras é neste momento o maior produtor na América Central, sobretudo a partir de 2001, estando a supervisão a nível nacional a cargo do Instituto Hondureño del Café, criado em 1970. Cerca de 110.000 famílias estão envolvidas na produção de Café por todo o país. Anos muito chuvosos, por vezes, tornam difícil a secagem do Grão, sendo necessário recorrer à secagem mecânica.

A Fazenda Santa Helena fica na Região de Opalaca, Departamento de Intibucá – Yamaranguila – Quebrada de Lajas, sendo Jose Arnulfo Hernández o produtor responsável.

Esta região deve o seu nome ao conjunto de montanhas com o mesmo nome que atravessa a região. Durante muito tempo, a indústria do Café sofreu com uma produção descontrolada, que viu os agricultores venderem o seu Grão na vizinha Guatemala, onde seria oferecido a melhor preço. Felizmente, os impostos governamentais sobre as exportações de Café que haviam sido introduzidos anteriormente, começaram a diminuir. Logo, contrabandear Café ficou menos atraente, e o dinheiro adicional arrecadado foi revertido para melhorar as infra-estruturas. Hoje, agricultores e governo trabalham unidos para um futuro melhor. Além de aprovar leis para oferecer incentivos crescentes, o Governo abriu uma infinidade de fazendas remotas construindo uma rede de estradas para facilitar as acessibilidades. Além disso, tem sido capaz de investir grandes somas de dinheiro na análise do solo, na tentativa de garantir que apenas fertilizantes orgânicos sejam usados.

Ficam, assim, alguns factos por detrás deste delicioso Café que Liza nos serve através de uma torra personalizada e minuciosa, para nosso pleno deleite. Fazendo nossas as suas palavras: ‘Todos os Cafés podem ser torrados para saberem a Chocolate, Caramelo e Frutos Secos. O que eu pretendo é trazer o melhor de um Café desde a origem, processamento e variedade, desenvolvendo a doçura, e parando antes de chegar ao chocolate, caramelo e frutos secos!’