CHÁ DAS CINCO

Praça da Alegria, 63
Porto
Terça-feira – Sexta-feira: 13h30 – 19h00
Fim-de-semana e feriados: 10h30 – 18h30

Tínhamos de ir ao Porto, e fomos, como já contámos antes. O primeiro ponto de paragem relevante foi o Chá das Cinco, que sendo pela manhã ainda não era hora do Chá, mas sim de Café, que na realidade era ao que íamos.

Somos recebidos cordialmente pelos donos do espaço, Sofia e Hugo, anfitriões dedicados e solícitos. Tiveram a ideia inicial em 2012, em 2015 começaram um blogue de Culinária e, em 2017, abriram a cafetaria onde nos receberam. Na realidade, o conceito define-se como fusão de três paixões: Pastelaria, Chá e Café. A Sofia toma conta da pastelaria artesanal, que já é famosa na Cidade e do Chá, ele, como Barista, está aos comandos de tudo quanto é Café. Como a opção foi escolher o Café de Especialidade – excelente escolha – dizem Estes Baristas, foi por esse motivo que lá fomos.

Tudo é feito e preparado ali, à vista do cliente, com receitas originais concebidas pela própria Sofia, com muita partilha e amor. Aquela Barista não resistiu e provou com sumo deleite a doçaria da casa.

Mas é sobre o Café que nos vamos centrar!
O Hugo é barista certificado e facilmente se percebe a sua paixão e vasto conhecimento sobre o assunto. Começámos por um tradicional filtro em modo V60, Etiópia, natural, extraído durante 4 minutos, encorpado e frutado.  A seguir, optámos por um espresso da Colômbia, Finca de la Independencia, que tem a particularidade de ser gerida por mulheres, e no qual identificámos bem a canela, sempre uma experiência sensorial enorme mas difícil de descrever. A torra, no primeiro caso, é Espanhola, da Don Gallo, e, no segundo, Nacional, feita na Luso Coffee Roasters, de que ainda viremos a falar em futuro artigo desta série.

Gostámos muito da estada, do acolhimento, que agradecemos, e da decoração minimalista do espaço.

Voltaremos sempre que possível.