ORSO – Laboratorio Caffè

Via Claudio Luigi Berthollet, 30/g
10125 Torino
Itália

Aqueles Baristas, em viagem pelo norte de Itália, seguindo o sempre precioso guia European Coffee Trip, fizeram a primeira paragem em Turim em pleno Domingo de Páscoa, entraram neste laboratório onde o Specialty Coffee é servido com toda a alegria e rigor. Como se declara à entrada: filtrar Café, não pessoas!

Na Itália, o Café Espresso é uma instituição, sendo bebido a correr, daí o nome ‘expresso’. Tal como em Portugal, por exemplo, o acto de beber Café é algo rotineiro, onde apenas se procura a dose de cafeína necessária para dar energia durante o dia. Por isso, pouco importa o conteúdo, apenas preto e amargo, sendo a adição de açúcar indispensável. Assim, introduzir neste meio o Café de Especialidade é uma tarefa nada fácil, como nos confessou Alessandro, o amável e experiente Barista que nos acompanhou na visita. A estratégia da casa passa por servir primeiro um blend onde a variedade robusta está incluída, para facilitar a transição para a Arábica.

Entramos pois, assim, num verdadeiro laboratório, onde o Café de Especialidade é submetido a todas as experiências, sempre no caminho da consistência e perfeição. O ambiente é acolhedor, com o balcão em forma de quilha de barco, segundo o tema da exploração marítima em busca do melhor Café. O lema base é ‘Forte, quente e bom!’, daqui derivando o logótipo da casa, com o Urso, a Mulher e um estilizado Chemex, assim como um pêndulo que equilibra o conjunto. Alessandro, Francesca e Alesso são os guias nesta viagem em busca do melhor Grão para se extrair o máximo dos aromas inconfundíveis que chegam dos locais de origem. No fundo de cada chávena está a verdade: um número, visível depois de degustado o Café, remete para um oráculo, em forma de quadro numa das paredes, com indicações para o dia em curso. Gostámos muito da ideia.

O Café que por aqui anda vem dos quatro cantos do mundo, torrado pela empresa associada Giuliano Caffè, com primazia à origem única, servido de forma muito original, como se pode ver nas imagens. Do Brasil, Nicarágua e Etiópia chega Café frutado de grande delicadeza, elegância e equilíbrio. Da Indonésia e India aromas picantes que se misturam ao chocolate, criando um espresso delicado e aromático. Como já dissemos, para introduzir o Café de Especialidade é usado o equilíbrio hábil de 70% arábica, 30% robusta, oferecendo  aromas de avelã e sabor residual de alcaçuz, com acidez moderada, facilitando a transição.

Em termos de preparação, quase todos os métodos estão disponíveis, desde o filtro culminando no espresso. O merchandise à venda é variado, permitindo uma identificação forte com a marca. São ainda ministrados cursos de formação e provas abertas aos clientes e apreciadores.

O entusiasmo pela arte do Café ficou bem patente na forma como fomos recebidos por Alessandro explicando, exactamente, como degustar um espresso: molhar o palato com água, sentir a seguir o aroma afastando a espuma e, por fim, apreciando os sabores em toda a sua plenitude.

 

 

Foi um final de tarde memorável!